Como usar legging no trabalho sem perder a elegância

Não há dúvida de que o retorno ao trabalho presencial, após o período mais crítico da pandemia de Covid-19, revelou um novo estilo de vestir.

Após a experiência vivida no sistema de home office, no qual as peças comfy se tornaram as grandes protagonistas, não foram poucas as profissionais que decidiram adotar um estilo mais despojado e confortável para enfrentar novamente a rotina de trabalho fora de casa. Muitos looks, antes impensáveis no trabalho, passaram a ser vistos de forma mais natural. É o caso da calça legging. Cultuada por muitas mulheres, e criticada por tantas outras, ela vem, cada vez mais, ganhando espaço. Mas, afinal, a calça legging deve ou não ser usada no ambiente de trabalho? Particularmente, continuo achando que, como tudo na vida, é uma questão de bom senso.

Ninguém discorda que a peça é sinônimo de conforto, mas, dependendo da forma como e onde é usada, pode, sim, comprometer a imagem profissional. Portanto, se você é adepta desse estilo que ganhou força nos anos 1970, quando as protagonistas da série As Panteras ostentavam modelos de tons vibrantes e de cintura alta, conhecidas como Disco Pants, é preciso atenção e cuidado ao usar o look no trabalho. Antes de falarmos melhor sobre o uso ou não das leggings, vamos conhecer um pouco de sua origem. O costume de peças similares ao que hoje conhecemos como legging atravessou vários séculos.

Foi usada por escoceses como meias longas sem pés, equitação, além de outras práticas, e evoluiu ao longo do tempo.  Mas foi a atriz Audrey Hepburn, que, na década de 1950, bem antes da série As Panteras, chamou a atenção ao surgir com uma calça, no estilo capri, muito justa ao corpo e pouco comum à época. A partir daí, muitas variações, formas e texturas resultaram na calça legging que hoje é sinônimo de street style. 

Feita inicialmente de elastano, fibra sintética resistente e elástica, ela também se tornou peça desejo de outras estrelas como Jane Fonda, que as usava em seus vídeos de ginástica, Madonna, na ocasião do lançamento da música Like a Virgin, e Olivia Newton-John no filme Grease.   A história nos mostra que, apesar de ter sido aprovada por diversas celebridades, a legging sempre foi usada com restrições e, preferencialmente, em práticas esportivas. Mas como usar a legging no trabalho sem que ela se transforme em protagonista da sua imagem?

Apesar do conforto, sabemos que a legging deixa o corpo feminino em evidência, ressaltando algumas partes. Se você deseja usar o look sem chamar a atenção, é preciso equilibrar a escolha das peças e acessórios complementares. [newsletter news_id=”315″ news_title=”” news_description=””][/newsletter] Ao tomar esse cuidado, você conseguirá produzir um visual discreto e até elegante. Os principais pontos de atenção são a textura, a cor e o tamanho. Usar a peça muito ajustada, com cores vibrantes ou com textura fina ou transparente pode, além de ferir o dress code da empresa, mesmo nas mais modernas, comprometer sua imagem.  Abaixo, algumas dicas de como usar, com bom senso, a legging no ambiente profissional. Discrição e elegância – Se você deseja imprimir um visual moderno, discreto e elegante, lembre-se que a região do abdômen, bumbum e ventre, que ficam em evidência com a legging, devem ser cobertos por uma sobreposição. Blusas mais longas, blazers, túnicas ou tricôs conferem estilo às leggings.

Peça coringa – A camisa branca é uma peça coringa em diferentes produções, inclusive com as leggings. Além de modernas, elas dão ao look um ar sofisticado. Opte por modelos mais compridos e pouco ajustados ao corpo. O tom mais neutro da legging formará uma dobradinha perfeita com a camisa branca. O preto e o cinza são ótimas opções, enquanto os tons vibrantes, que chamam muita atenção, devem ser evitados.  Ponto de atenção – Para aquelas que têm o quadril um pouco mais largo, a escolha da peça da parte superior merece uma atenção especial. Para equilibrar a silhueta, blusas que valorizem o ombro e o colo, além de acessórios que complementem o visual, são importantes aliados.

Mais uma vez as sobreposições de peças vão valorizar seu visual. Saltos, nesse caso, devem ser evitados.  Tamanho – Se para a academia muitas mulheres preferem leggings bem ajustadas ao corpo, no ambiente profissional a regra é outra. Use peças com recortes estilosos e de forma confortável, e cuidado com a escolha do tecido. Peças com texturas mais grossas e sem qualquer transparência são ideais. Mesmo assim, fique atenta à escolha da lingerie. Ela não deve marcar na legging. Tons neutros, ou na tonalidade da calça, são os mais acertados.  Moletons – Dependendo do grau de informalidade da sua empresa, moletons mais modernos e sofisticados podem ser uma boa opção. Nas mais modernas, como as startups, os tênis estilosos são uma boa escolha para combinar com a legging. Mas, atenção: se usar moletons, sempre na altura do quadril e bem soltinhos.  Salto X Legging – Enquanto a legging proporciona um ar despojado e casual, o salto confere elegância ao look.

Mas redobre a atenção ao escolher o modelo e a cor que usará para complementar o visual. Modelos como scarpin, podem ser positivos se forem neutros e usados com uma legging mais formal e diferenciada. Sempre lembrando que, em qualquer opção, a blusa usada deve ser mais comprida ou com sobreposição de outras peças…

Como usar legging no trabalho sem perder a elegância

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.