Prefeituras investem em sites oficiais, mas só 14,3% oferecem wi-fi de graça

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/prefeituras-investem-em-atendimento-virtual-ao-cidadao-revela-pesquisa-do-ibge-20130703.html

Segundo levantamento do IBGE, 74,5% dos municípios do País contam com páginas na rede

 

internetGetty Images

Web é forte nas prefeituras pelo Brasil, mas o wi-fi distribuído por elas, não

A internet tem sido usada pelos municípios brasileiros, cada vez mais, como forma de atendimento ao cidadão, aponta a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) de 2012, divulgada pelo IBGE nesta terça-feira (3). No entanto, ela ainda não é amplamente disponibilizada ao público, como em outros países.

Só 14,3% das cidades do Brasil oferecem conexão wi-fi (795 dos 5.585). Destas, 51 cobram pelo acesso. E, em aproximadamente metade destas cidades, a conexão só chega a alguns bairros.

Por outro lado, o número de cidades com sites oficiais cresceu bastante — agora é de 74,5% do Brasil, contra 48,1% em 2006.

A criação de sites oficiais para consulta dos cidadãos, em municípios considerados grandes, já é quase total. Nas cidades com mais de 100 mil a 500 mil habitantes, o percentual chega a 99,6%.

Além disso, dentre as prefeituras espalhadas pelo País, 99,8% dos municípios brasileiros possuem conexão com a internet em suas administrações.

A região Sul foi a que apresentou a maior proporção de municípios com página nos três anos, seguida pela região Sudeste.

Mesmo apresentando um número considerável de municípios no País com página na rede, os resultados revelam uma desigualdade regional.

A maior frequência de municípios sem página foi observada na região Norte, com 35,6%, seguindo-se da região Nordeste (34,4%).

Qualidade e acessibilidade

Nas edições anteriores, a pesquisa investigava apenas a existência ou não de página de internet e os serviços disponibilizados.

A partir do ano de 2006, considerou-se importante conhecer o grau de desenvolvimento e de opções que as página efetivamente disponibilizam aos cidadãos.

O levantamento informa que boa parte dos sites de municípios não leva em consideração os cidadãos com deficiência visual, auditiva ou ambas.

Em apenas 11,2% dos municípios com página na Internet, esta era acessível a pessoas com deficiência.

Quanto maior a classe de tamanho dos municípios, maior o percentual de municípios com página com acessibilidade, chegando a 34,2% nos casos de cidades com mais de 50 mil habitantes.

Curiosidades na internet